Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Jardim de Mil Histórias

Jardim de Mil Histórias

27
Dez16

Opinião | "A Gorda", de Isabela Figueiredo

Isa Pereira

Título: A Gorda
Autor(a): Isabela Figueiredo
Editora: Caminho
N.º de Páginas: 288 páginas
Edição: 2016

Classificação:  4 estrelas



Sinopse:
Maria Luísa, a heroína deste romance, é uma bela rapariga, inteligente, boa aluna, voluntariosa e com uma forte personalidade. Mas é gorda. E isto, esta característica física, incomoda-a de tal modo que coloca tudo o resto em causa. Na adolescência sofre, e aguenta em silêncio, as piadas e os insultos dos colegas, fica esquecida, ao lado da mais feia das suas colegas, no baile dos finalistas do colégio. Mas não desiste, não se verga, e vai em frente, gorda, à procura de uma vida que valha a pena viver.


Opinião:
Quis ler este livro pela história, pelo título, por tudo. Como não ler?! Um livro que só pelo título rompe com alguns estereótipos do mundo e pessoas perfeitas. Quis ler sem juízos de valor, como aliás tento fazer sempre.

Um romance que me agarrou logo de início. Pela escrita nua e crua, pela forma como construiu a narrativa, mas sobretudo pela personagem principal, a Maria Luísa. Todos os seus pensamentos, emoções mexeram comigo. Gosto quando os protagonistas possuem uma carga psicológica forte. 

Todos nós, homens ou mulheres, somos mais do que matéria física. Somos emoções, sentimentos...Está em cada um de nós transmitir isso ao mundo. Somos aquilo que quisermos, dando a nossa opinião, mostrando aquilo o melhor de nós.

Leiam.

Boas leituras.


15
Dez16

O Livro da Minha Vida # 6 | Ana Tomás

Isa Pereira


Hoje é dia do segmento Livro da Minha Vida. A convidada de hoje é a Ana Tomás, uma seguidora do blog. A Ana aceitou o convite do Jardim de Mil Histórias e falar de um livro que a marcou. Um livro já li e quero reler em breve. Um clássico que vale a pena conhecer.

Aqui a  sua sugestão.





Nome: Ana Tomás
Profissão: Engenheira Civil
Localidade: Guarda
Idade: 28 anos

Livro da Minha Vida: Os Filhos da Droga, de Christine F.



«Quando mechegou este desafio de escolher “O livro da minha vida” pensei: “que livro me marcou, me arrepiou, de talforma que ainda hoje o refiro em várias conversas?”. E neste exercícioapenas me surgia um livro : Os filhosda droga com o subtítulo: "
Eu,Christiane F. 13 anos, drogada, prostituta…"… esta afirmação poderá serchocante, mas eu gostei de me sentir chocada, horrorizada, de tal forma quetive de ler esta história. É uma história verídica, bem documentada eestruturada, e contínua a resistir ao esquecimento que o tempo impõe, pois,passados 40 anos, ainda hoje é um livro bem conhecido e recomendado.

Christianerelata a sua vida, cruamente, sem esconder ou omitir nada. O seu relato é tãoclaro e vívido que sentimos tudo aquilo pelo qual ela passou. Sentimo-nossufocados com a sua descrição do sítio onde vivia, um local cinzento onde obetão e o asfalto reinavam e onde as crianças não podiam ser crianças. Embaladosao som da música de David Bowie e da história pré-queda do muro de Berlim, embarcamosnesta viagem com Christiane. Durante todo o livro, o relato de Christianeagarra-nos, perturba-nos, comove-nos…

Estelivro é um duro abrir de olhos para todas as famílias e para nós mesmos quandonos confrontamos com estas realidades no nosso dia-a-dia. Não devemos serindiferentes, mas aprendemos também que é muito importante escolhermos bem osnossos caminhos. Para concluir acabo com algumas palavras, que demonstram atamanha lucidez, de Christiane:


 "a minhadependência absoluta da heroína assusta-me. (...) Até que ponto os drogados sedeixam humilhar e ofender. Como ficavam reduzidos ao mais ínfimo.», «De repente senti-me vazia, como se dentro demim tudo tivesse secado. Tínhamos conseguido livrar-nos da H, mas não sabíamoso que fazer. Sem falarmos muito, encaminhámo-nos para a estação de metro. Tudose passou quase automaticamente. Era como se uma corda invisível nosarrastasse, sem que dela nos apercebêssemos." »

Quero agradecer à Ana Tomás pela sua participação!

Boas leituras.
14
Dez16

Resultados | Passatempos 2.º aniversário do "Jardim de Mil Histórias"

Isa Pereira


Os passatempos do 2.º.aniversário do blogue terminaram e, novamente, com muitas participações. Muito obrigada a todos os participantes. 

Quero também agradecer à Editorial Bizâncio e à Chiado Editora que disponibilizaram os livros para oferta aos leitores do blogue. 

Mais uma vez obrigada a todos pela vossa participação e parabéns aos vencedores!





Vencedor(a) - Milú Reis, Aveiro












Vencedor(a) - Pedro Oliveira, Cascais












Vencedor(a) - Sara Soares, Ovar
13
Dez16

Opinião | "Nem Todas as Baleias Voam", de Afonso Cruz

Isa Pereira

Título: Nem Todas as Baleias Voam
Autor(a): Afonso Cruz
Editora: Companhia das Letras
N.º de Páginas: 280 páginas
Edição: 2016

Classificação:  4 estrelas



Sinopse:
Em plena Guerra Fria, a CIA engendrou um plano, baptizado Jazz Ambassadors, para cativar a juventude de Leste para a causa americana. A ideia era organizar concertos com grandes nomes do jazz para lá das fronteiras do Muro e, assim, derrubar barreiras e preconceitos anti-americanos, seduzir o inimigo com a música e ganhar terra.

É neste pano de fundo que conhecemos Alex Gould, pianista exímio, apaixonado, capaz de visualizar sons e de pintar retratos nas teclas do piano. A música está-lhe tão entranahada no corpo como o amor pela única mulher da sua vida, que desapareceu de um dia para o outro, sem deixar rasto, sem deixar uma carta de despedida.

Erik Gould tentará de tudo para a reencontrar, mas não lhe restanto mais esperança do que o acaso. Será o filho de ambos, Tristan, cansado de procurar a mãe entre as páginas de um atlas, que encontrará dentro de uma caixa de sapatos um caminho para recuperar a alegria.



Opinião:
Afonso Cruz deve ser o autor mais consensual que conheço. Não há ninguém que não goste da sua escrita. Daí ser muito difícil falar sobre um livro da sua autoria. 

É evidente a mestria do autor para contar e escrever histórias (e não só, como alguns de vós saberão). O autor é também músico e isso transparece nesta história. Entramos no mundo do jazz e dos seus compositores. 

As emoções durante esta leitura foram muitas. Um livro que no início demorou "a prender", mas que me foi agarrando de uma forma brilhante e madura. 


Tudo o que possa transmitir sobre este livro será de mais. Quero que descubram e que sintam o vosso caminho. Leiam! É o que vos posso dizer.

Boas leituras.










09
Dez16

Opinião | "A Vida no Campo", de Joel Neto

Isa Pereira

Título: A Vida no Campo
Autor(a): Joel Neto
Editora: Marcador
N.º de Páginas: 232 páginas
Edição: 2016

Classificação:  5 estrelas



Sinopse:
Um homem e uma mulher. Um jardim e uma horta. Dois cães. Ao fim de vinte anos na grande cidade, Joel Neto instalou-se no pequeno lugar de Dois Caminhos, freguesia da Terra Chã, ilha Terceira. Rodeado de uma paisagem estonteante, das memórias da infância e de uma panóplia de vizinhos de modos simples e vocação filosófica, descobriu que, afinal, a vida pode mesmo ser mais serena, mais barata e mais livre. E, se calhar, mais inteligente. 


Opinião:
Este livro despertou-me a curiosidade pela capa (muito bonita) e por ser de não-ficção. Os seguidores mais atentos do blogue conhecem o meu gosto por este género.

Já há algum tempo que leio maravilhas deste autor e do seu livro "Arquipélago" (que ainda não li). A minha estreia com o autor foi com A Vida no Campo. E foi uma excelente estreia. Fiquei rendida. A escrita é maravilhosa, real, honesta.

Este é um livro que se apresenta em forma de diário e dividido pelas estações do ano: Outono, Inverno, Primavera e Verão. O autor vai-nos contando o seu dia-a-dia na Ilha Terceira, onde vive.

É através daquilo que o autor nos conta o tipo de vida que, em família, decidiram ter. Uma vida tranquila, serena, desprovida do inútil, do que é demais. A vida agitada na cidade é substituída pela calma do campo. Uma região rica em emoções.

Através das suas histórias somos transportados para um lugar que parecemos conhecer tão bem. Conhecemos regionalismos, nomes próprios muito peculiares e próprios da região e algumas festividades açorianas.

Quero conhecer esta terra que já tanto ouvi falar e que nos transmite paz e serenidade. Talvez um dia.

Boas leituras.


Extra
Site do autor: www.joelneto.com


07
Dez16

Balanço Mensal - Novembro 2016 + Projecto "Ler Os Nossos"

Isa Pereira
 



As leituras deste mês foram exclusivamente dedicadas ao projecto da Cláudia Simões "Ler os Nossos". Ler autores portugueses era objectivo. Já fui mais activa em desafios de leitura, mas este senti que tinha de participar. Ler autores portugueses é algo que está constantemente na minha lista de leituras e de objectivos anuais.

Li ..... livros. Todas estreias. Foi um excelente mês.

E o vosso mês como correu?


Leituras
Tóquio Vive Longe da Terra, Ricardo Adolfo
Demência, de Célia Loureiro Correia
De nome, Esperança, de Margarida Fonseca Santos
A Vida no Campo, de Joel Neto
Nem Todas as Baleias Voam, de Afonso Cruz (opinião em breve)
Onde a Vida se Perde, de Paulo Ferreira (opinião em breve)




Mais sobre mim

foto do autor

Isaura's bookshelf: currently-reading

A Mulher Secreta
tagged: currently-reading

goodreads.com

Sigam-me

Links

  •  
  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Rubricas

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    google1ed4a992f74de1ef.html