Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Jardim de Mil Histórias

Jardim de Mil Histórias

31
Ago17

Balanço de Leituras | Agosto 2017

Isa Pereira


O mês de Agosto foi fraco em leituras, mas muito bom em descanso, passeio. Aproveitei o bom tempo, as viagens e a minha família. E por isso mesmo não podia ter sido melhor. As leituras...recupero em Setembro!

E vocês? O que leram em Agosto?


Leituras
A Espia do Oriente, de Nuno Nepomuceno (Trilogia Freelancer # 2)
My Space | Baby Blues # 25, de Jerry Scott e Rick Kirkmann (opinião em breve)
Expiação, de Iam McEwan (opinião em breve)
30
Ago17

Opinião - Livros Infantis | "A Menina que detestava livros", de Manjusha Pawagi e Ilustrações de Leanne Franson

Isa Pereira
Título: A menina que detestava livros
Autor(a): Manjusha Pawagi, Ilustrações de Leanne Franson
Editora: Terramar
Temática/Género: Literatura Infantil
Faixa Etária: dos 6 anos aos 10 anos
N.º de Páginas: 32 páginas
Edição: 2006




Sinopse/Excerto:
Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para o 1º ano de escolaridade, destinado a leitura orientada.


"Eu detesto livros!- Era assim que falava a Mina, sempre que alguém lhe falava de livros.

Os seus pais eram leitores entusiastas. Tinham a paixão da leitura e, para desespero da filha, enchiam de livros toda a casa. Pior ainda: liam livros ao pequeno-almoço, ao almoço e ao jantar. Era demasiado. 
Mas, um certo dia, algo de verdadeiramente espantoso aconteceu. Foi uma autêntica reviravolta na vida da Mina. 
Também ela começou a gostar de livros e a ler, a ler, a ler...".


Opinião:
Gosto de livros sobre livros. Não é segredo para leitores habitais aqui do blogue. E não sou diferente com os livros infantis. 

Nesta história a Mina não gosta de ler e DETESTA LIVROS (palavras suas). Contudo, a sua casa está repleta de livros. Nas prateleiras, no chão, nos armários, no sofá, nas cadeiras, em mesas-de-cabeceira e até em cima de candeeiros. E os seus pais, claro está, adoram ler. Logo, isto é um aborrecimento para Mina. E, a certa altura, os livros começam a ganhar vida. Será que vai mudar a sua opinião?

Mais um livro sobre o amor pelos livros. Sobre o que eles nos podem transmitir, quer enquanto crianças ou adultos. Sobe o conhecimento que nos passam, as emoções e a capacidade de imaginação e de sonhar que só os livros possibilitam de uma forma única.  

Leiam com os/as vossos/as filhos/as e partilhem a vossa opinião.

Boas leituras.
28
Ago17

Opinião | "A Espia do Oriente", de Nuno Nepomuceno | Trilogia Freelancer # 2

Isa Pereira

Título: A Espia do Oriente
Autor(a): Nuno Nepomuceno
Editora: Top Books
Temática/Género: Literatura /Policial/Thriller
N.º de Páginas: 376 páginas
Edição: 2015



Sinopse:
Dubai, Emirados Árabes Unidos.

De férias na região, um investigador norte-americano é raptado do hotel onde se encontrava instalado. Uma nova pista sobre um antigo projecto de manipulação genética é descoberta e a Dark Star, uma organização terrorista internacional, está decidida a utilizar os conhecimentos deste cientista para ganhar vantagem.

Contudo, de regresso à Europa, uma das suas operacionais resolve trair o sindicato do crime e oferece-se para trabalhar como agente dupla ao serviço da inteligência britânica. O mistério adensa-se quando esta mulher, de nome de código China Girl, impõe como única condição colaborar com André Marques-Smith, o director do Gabinete de Informação e Imprensa do Ministério dos Negócios Estrangeiros português e espião ocasional.

Obrigados a trabalhar juntos para evitarem um atentado a uma importante líder europeia, uma atmosfera tensa, de suspeição e desconfiança, instala-se de imediato entre os dois. Mas que segredos esconderá esta mulher, cujo próprio nome é uma incógnita? Serão as suas intenções autênticas? Será o espião português capaz de resistir à sua invulgar e exótica beleza?

Vencedor do Prémio Literário Note! 2012, Nuno Nepomuceno regressa com A Espia do Oriente, o segundo livro da série Freelancer. Por entre os cenários reais de Budapeste, Berlim, Londres, Courchevel, Dubai e Lisboa, o autor transporta-nos para um mundo de mentiras, complexas relações interpessoais, e reviravoltas imprevisíveis. Uma reflexão profunda sobre os valores tradicionais portugueses, contraposta com a sua já habitual narrativa intimista e sofisticada, e que vai muito além do tradicional romance de espionagem.



Opinião:
Sendo o segundo livro da trilogia Freelancer do autor Nuno Nepomuceno não vou querer falar muito sobre a história deste livro. Contudo, NÃO LEIAM ESTA OPINIÃO SE AINDA NÃO LERAM O LIVRO ANTERIOR!

Li o primeiro livro de uma assentada. Logo, quando o terminei fiquei ansiosa para iniciar o segundo. No entanto, quis dar a pausa e o distanciamento necessário para não me cansar da narrativa.

Se o primeiro livro foi uma introdução a toda a história neste volume encontramos mais acção e uma aprofundamento da vida de espião do André Marques-Smith. Temos a oportunidade de conhecer melhor outras oportunidades, como a China Girl, que inicia uma empatia maior com o leitor (pelo menos foi essa a minha percepção). 

Novamente muito bem escrito, com muito ritmo e acção. Não sou de ler séries ou trilogias. Se não me engano esta é a primeira série/trilogia que leio. Contudo, acho que o segundo volume é sempre mais denso, pois tem maior profundidade na história. 

Não vou já ler o último livro pelas mesmas razões que não li imediatamente o segundo. Mas será para breve, pois quero ler e conhecer o final desta história e destas personagens que me acompanharam durante algum tempo.

Não deixem de ler, que vale a pena.

Boas leituras.



Nota:

Esta foi uma leitura para o Desafio Literário Book Bingo "Leituras ao Sol", na categoria "Autor Lusófono".



25
Ago17

Opinião - Livros Infantis | "Migrando", de Mariana Chiesa Mateos

Isa Pereira

Título: Migrando
Autor(a): Mariana Chiesa Mateos
Editora: Orfeu Negro
Temática/Género: Literatura Infantil
Colecção: Orfeu Mini
Faixa Etária: entre aos 6 aos 10 anos
N.º de Páginas: 68 páginas
Edição: 2010


Sinopse:
Migrando é uma história sem palavras sobre mudança e aventura. Dedicado aos que deixaram a sua terra para re-existirem noutro lugar, este livro de imagens poéticas mostra como a palavra migrante pode ser sinónimo de sofrimento e fragilidade, mas também de coragem e futuro. Um livro habitado pelo oceano, que separa e une terras e destinos. Um livro de duas capas e todas as histórias que o leitor queira inventar. Uma história contada sem palavras, ilustrada pela artista argentina Mariana C. Mateos. Temática da emigração, justiça social e direitos humanos.


Opinião:
Este livro foi-me recomendado por uma bibliotecária numa formação em que participei. E encontrei-o na Feira do Livro de 2016 e não hesitei em trazê-lo. 

Num conceito muito criativo, esta história aborda os refugiados e a migração. É um livro sem texto, apenas com ilustrações. O livro tem duas histórias. Duas perspectivas diferentes de migração, contudo o tema e o objectivo é o mesmo. A migração, a separação das famílias, a adaptação a novas culturas, o desconhecido. A autora baseou-se na história da própria família para contar esta história.

Migrando começou por ser uma curta-metragem de animação. Depois do sucesso que obteve decidiu editar em livro. 

Não tenham medo de arriscar neste livro. As imagens falam por si, sendo uma maneira muito criativa e leve e trabalhar temas sérios e difíceis com as nossas crianças. O vídeo é um excelente complemento à leitura do livro. Recomendo. 

Extra:
Video da curta-metragem "Em estado de Emigrar".


24
Ago17

Devaneios | A minha relação com os livros

Isa Pereira

Todos mudamos. Crescemos, mudamos de opinião, mudamos de gostos. Isto também se aplica a nível literário. Crescemos literáriamente. Eu sou. O que gosto hoje não é o mesmo que gostava há anos atrás.

E a minha relação com os livros também mudou. Sempre fui uma compradora compulsiva. Sempre que passava numa livraria comprava um livro que gostava. A Feira do Livro era sempre uma desgraça. Nunca lia opiniões de livros em blogues. Não conhecia o Goodreads. E isso foi uma coisa positiva que o blogue me trouxe. Ajudou-me a gerir as compras de livros, a ser mais racional e mais económica. 

Já não acumulo livros. Vendo, troco ou faço doações à biblioteca. Não fico com livros que não gostei ou que não vou ler. As idas à biblioteca passaram a ser muito frequentes e até já converti o mais novo cá em casa. 

E vocês? Como é a vossa relação com os livros?

Boas leituras.
23
Ago17

Divulgação | Revista Inominável # 9

Isa Pereira



Já está disponível o novo número da Revista Inominável. Uma revista com excelentes artigos sobre viagens, cinema, moda, lifestyle, música, desporto, nutrição. E especialmente o "Anexo" da Márcia, do blogue Planeta Márcia. Vai valer a pena. Façam o favor de lerem aqui

O meu artigo desta edição foi sobre a Biblioteca Palácio das Galveias, em Lisboa. Deixo-vos abaixo o artigo na integra. Espero que gostem.

Boas leitura.



Biblioteca Galveias emLisboa | De Palácio a Biblioteca

Paraalém de amantes de livros sou, também, amante de bibliotecas. Sou uma adepta e fervorosautilizadora de várias bibliotecas municipais. Gosto não só de requisitarlivros, como também de usufruir dos mais diversos espaços e eventos:apresentações de livros, formações, entre outras.







História
Umadas mais bonitas bibliotecas que conheço é a Biblioteca Palácio Galveias, emLisboa. Este Palácio nobre foi construído nos finais do Séc. XVII com o intuitode ser a casa de férias da família Távora. O edifício foi confiscado em 1759 eteve como novo dono D. João de Almeida de Melo e Castro, 5.º Conde dasGalveias. O Palácio andou “de mão em mão”, da família Galveias até ser vendidoa Simão Braz (o homem que fundou o bairro a nascente da Avenida AlmiranteReis).
Maistarde, o Palácio caiu em abandono e ficou bastante degradado. Só em 1928 é queo Palácio foi comprado aos sócios da firma Simões & Simões. A partir de1931 e após obras de requalificação de todo o edifício, assim como do seujardim, este belo Palácio tornar-se-ia a Biblioteca Central de Lisboa, junto aoCampo Pequeno.

















Requalificação
Jáhá muito que este espaço merecia obras de requalificação. A Biblioteca Centralesteve encerrada ao público desde março de 2015 e foi reaberta ao público a 10de junho de 2017. Na inauguração foi homenageada Maria José Moura que dirigiu, entre 1986 e 2006, o programada Rede Nacional de Bibliotecas Públicas.

Abiblioteca tem agora disponíveis ao público dois pisos com salas de leitura esalas polivalentes. O piso 0 tem 3 salas de leitura, a Sala de Leitura JoséSaramago e uma sala polivalente. O piso 1 tem 5 salas de leitura, um lounge,uma sala polivalente, uma sala de formação e o terraço. Todas as salas têmacesso a pontos de energia e à internet. No rés-do-chão irá funcionar também aLivraria Municipal. Para a requisição de livros existem dois balcões deatendimento e um posto automático.



Fachada Principal




Hall de entrada




Sala José Saramago




Lounge | 1.º andar




Sala de Livros Técnicos














Sala Polivalente



Sala de Leitura 1




Sala de Leitura 2



Material de divulgação bilingue


Ojardim irá a continuar a albergar o quiosque, contudo os emblemáticos pavões estãonuma nova casa, tendo sido transferidos para o Museu da Cidade.








A Rede de Biblioteca de Lisboa tem um vasto leque deactividades: exposições, formações, workshops, sessões de cinema, entre outras.Todas estas actividades têm como objectivo a promoção da leitura dirigida àcomunidade em geral: para público em geral, famílias e público escolar.

Rede Municipal deBibliotecas
- Biblioteca de Belém
- Biblioteca Camões
- Biblioteca dos Coruchéus
- Biblioteca David Mourão-Ferreira
- Bibliotecas Itinerantes 
- Biblioteca Maria Keil
- Biblioteca Natália Correia
- Centro Social Polivalente
- Biblioteca Olivais
- Biblioteca Orlando Ribeiro
- Biblioteca Palácio Galveias
- Biblioteca da Penha de França
- Biblioteca-Quiosque Jardim da Estrela
- Biblioteca-Museu República e Resistência -Espaço Cidade Universitária
- Biblioteca São Lázaro
- Biblioteca Por Timor
- Hemeroteca Municipal de Lisboa
- Biblioteca / Espaço Cultural CinemaEuropa

A Biblioteca Municipal de Galveias celebrou o seu 86.ºaniversário no passado dia 5 de julho com uma programação especial.
Convido-vos a conhecer melhor a biblioteca, a sua programaçãode actividades no site oficial e na página de Facebook.





Nota: Vídeo gentilmente cedido pela Rede de Bibliotecas Municipaisde Lisboa.



Referências bibliográficas:
Antanho, L. (2017). Palácio Távora-Galveias. [online]Lisboadeantigamente.blogspot.pt. Disponível em:http://lisboadeantigamente.blogspot.pt/2016/01/palacio-tavora-galveias.html [acessadoem 14 Jun. 2017].

Biclaranja.blogs.sapo.pt. (2017). Do palácio e quinta doscondes das Galveias. [online] Disponível em:http://biclaranja.blogs.sapo.pt/do-palacio-e-quinta-dos-conde-das-1128336 [acessadoem 14 Jun. 2017].

Blx.cm-lisboa.pt. (2017). BLX. [online] Disponível em:http://blx.cm-lisboa.pt/ [acessado em 14 Jun. 2017].

DN. (2017). Cultura - Biblioteca do Palácio Galveias reabrecom mais salas de leitura depois de 2,5 MEuro em obras. [online] Disponívelem:http://www.dn.pt/lusa/interior/biblioteca-do-palacio-galveias-reabre-com-mais-salas-de-leitura-depois-de-25-meuro-em-obras-8545199.html[acessado em 14 Jun. 2017].

Revista Visão. (2017). A Biblioteca Municipal PalácioGalveias foi renovada e aumentada. [online] Disponível em:http://visao.sapo.pt/actualidade/visaose7e/sair/2017-06-09-A-Biblioteca-Municipal-Palacio-Galveias-foi-renovada-e-aumentada[acessado em 14 Jun. 2017].
10
Ago17

Opiniões - Livros Infantis | "O Lanche do Senhor Verde", de Javier Sáez Castán

Isa Pereira

Título: O Lanche do Senhor Verde
Autor(a): Javier Saéz Castán
Editora: Orfeu
Colecção: Orfeu Mini
Temática/Género: Literatura Infantil
Faixa Etária: a parti dos 3 anos
N.º de Páginas: 36 páginas
Edição: 2011


Sinopse:
Plano Nacional de Leitura
Livro recomendado para apoio a projetos relacionados com as artes na Educação Pré-Escolar, 1º e 2º anos de escolaridade.

O LANCHE DO SENHOR VERDE parece inspirar-se nos quadros de René Magritte, com os seus jogos visuais e cromáticos e os seus homens de chapéu-de-coco.

O senhor Amarelo vive num mundo amarelo. O mesmo sucede com os senhores Azul, Púrpura, Castanho, Preto e Verde, habitantes de mundos de uma única cor. Certo dia, porém, o senhor Verde chama-os para lhes mostrar uma misteriosa descoberta: ao fundo de um corredor da sua casa há uma porta com um enigmático letreiro. Atrever-se-ão eles a transpô-la? .

ÁLBUM ilustrado com um magnífico jogo de cores.
Uma história de mistério com referências à arte do pintor surrealista René Magritte.
Autor nomeado para o Grande Prémio Internacional de Ilustração White Raven.



Opinião:
A sugestão de hoje não é só um livro infantil, mas um livro de arte. Quem gosta de arte irá perceber, ao folhear este livro, que as suas ilustrações são inspiradas no artista René Margritte. Este livro é um álbum com ilustrações belíssimas, que vão completando todo o texto.

Um livro para se ler com calma, saboreando as ilustração e toda a mensagem que a história transmite. A história não podia ser mais simples. Mas a sua concepção é fabulosa. Uma mensagem ternurenta. 

Este não é um livro infantil convencional, contudo recomendo para os mais ousados. Não há que ter medo de arriscar. Gosto de expor o meu filho aos mais diversos tipo de livros infantis e histórias. Há que alargar horizontes e descobrir coisas novas.

Já conhecem este livro? 

Boas leituras. 

07
Ago17

Opinião | "Orgulho e Preconceito", de Jane Austen

Isa Pereira

Título: Orgulho e Preconceito
Autor(a): Jane Austen
Editora: Civilização Editora
Temática/Género: Literatura / Romance
N.º de Páginas: 359 páginas
Edição: 2012

Classificação: 4 estrelas



Sinopse:
Elizabeth Bennet, uma das cinco filhas de uma família da classe média rural, conhece Fitzwilliam Darcy, membro da alta sociedade mas de um orgulho desmesurado. As tensões aparecem rapidamente, alternando sensivelmente o idílico e pacífico mundo rural inglês, que se revela como uma sociedade rígida, em que abundam os preconceitos e na qual nem tudo é aquilo que parece. Neste romance de formação, os protagonistas devem madurar e aprender dos seus erros para poderem encarar o futuro, separando o orgulho da classe de Darcy e os preconceitos de Elizabeth.


Opinião:
Não sou muito de clássicos, é verdade. Mas quero mudar isso. Tenho vindo a desafiar-me a ler mais clássicos e tenho tido boas experiências. Por isso vou continuar.

Foi desta que li (finalmente) o Orgulho e Preconceito de Jane Austen. Essencialmente por dois motivos: por ter sido uma prenda da minha querida amiga Tita e para participar no projecto da Elisa, "Historiquices", para o mês de Julho.

O que mais dizer sobre esta obra? Não acho que haja algo diferente a dizer. A não ser que talvez tenha sido dos últimas pessoas no mundo a ler este livro. Mas adiante. Uma história intemporal, com uma linguagem belíssima e muito cuidada, própria dos escritores desta época.

Assim como o filme (que vi muito antes de ler o livro) não senti empatia com as irmãs de Elizabeth. Contudo, desde o início que o pai de Lizzy me conquistou. Doce, sensato, embora por vezes apático em relação à sua esposa. Já para não falar do amor entre Mr. Darcy. É bonito.

Esta é essencialmente uma história de preconceitos que formamos na nossa cabeça e sobre as aparências. É que elas iludem. Valeu muito a pena.

Boas leituras.


Nota:
Esta foi uma leitura para o Desafio Literário Book Bingo "Leituras ao Sol", na categoria "Livro adaptado para cinema/tv".



03
Ago17

Opinião - Livros Infantis | "O Urso e a Casa dos Livros", de Poppy Bishop e Alison Edgson

Isa Pereira

Título: O Urso e a Casa dos Livros
Autor(a): Poppy Bishop e Alison Edgson
Editora: Minutos de Leitura
Temática/Género: Literatura Infantil
Faixa Etária: até aos 6 anos
N.º de Páginas: 32 páginas
Edição: 2016



Sinopse:
O Coelho adora histórias de aventuras. O Ouriço adora finais felizes. O Rato e a Raposa adoram ler juntos. Ou seja, todos adoram livros! Eles vivem felizes juntos, no entanto têm apenas UM livro, que estimam e partilham desde pequeninos. Gostariam, claro, de ter mais do que um… Por isso, quando descobrem uma misteriosa casa cheia de livros, é como um sonho tornado realidade. Mas - oh, oh! -, estes livros pertencem a um enorme e à primeira vista pouco simpático urso...!


Opinião:
Quando me deparei com este livro fiquei encantada. Os livros da editora "Minutos de Leitura" costumam conquistar-me e ao mais novo pelo seu tema e pela sua simplicidade. 

Esta é uma história simples, muito curta, mas bonita. Fala sobre o gosto pelos livros, mas sobretudo pela partilha. Partilhar os nossos livros, as nossas leituras. Sempre gostei de ter livros. De construir, aos poucos, a minha biblioteca pessoal. Mas gosto (como sempre gostei) de partilhar os livros. É algo que gosto de transmitir no blogue e, principalmente ao meu filho. 

Um livro bonito, simples sobre a partilha. Partilhem os vossos livros, as vossas leituras. Principalmente com as vossas crianças.

Boas leituras.

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Isaura's bookshelf: currently-reading

A Mulher Secreta
tagged: currently-reading

goodreads.com

Sigam-me

Links

  •  
  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Rubricas

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    google1ed4a992f74de1ef.html