Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Jardim de Mil Histórias

Jardim de Mil Histórias

09
Fev17

Opinião | "O Livreiro", de Mark Pryor

Isa Pereira

Título: O Livreiro
Autor(a): Mark Pryor
Editora: Clube do Autor
N.º de Páginas: 349 páginas
Edição: 2013

Classificação:  3,5 estrelas



Sinopse:
Neste romance de ritmo acelerado e empolgante (que prenderá os leitores da primeira à última página), encontramos a história de um terrível segredo escondido durante décadas nas páginas de um livro há muito desaparecido. 
Hugo Marston decide comprar um livro raro ao seu amigo Max, o idoso proprietário de uma banca de obras antigas. Poucos minutos depois, Max é raptado. Vivamente surpreendido com o ato, Marston, chefe de segurança da embaixada americana em Paris, nada consegue fazer para impedir o raptor. Marston inicia então uma investigação destinada a encontrar o livreiro, recrutando a ajuda do seu amigo Tom, um agente da CIA. 
A busca de Hugo revela que Max é, afinal, um sobrevivente do Holocausto que mais tarde se converteu num caçador de nazis. Estará o rapto ligado ao sombrio passado de Max ou aos misteriosos livros raros que vendia?



Opinião:
Este livro foi uma simpática e bonita oferta da minha amiga Cláudia, do Encruzilhadas Literárias. A Cláudia sabendo o meu gosto por livros que falem sobre livros achou que este livro me iria agradar. E, surpreendentemente, agradou, mas já lá vamos. Para já queria agradecer à Cláudia este novo "amigo". 

Parti para esta leitura sem conhecer nada da história, nem do que se tratava. E fiquei com a ideia que se iria tratar de um livro sobre o Holocausto, muito pertinente para o "Leituras do Holocausto". Mas não foi bem assim. A personagem que dá nome ao livro foi, de facto, um sobrevivente do Holocausto. Mas não há mais desenvolvimentos sobre esse passado. É apenas um facto que o autor adicionou à história. 

Foi uma leitura bastante rápida. Um autor conseguiu criar uma história com o ritmo suficiente para o leitor não perder interesse na história. Pois a história vai-se perdendo ao longo da narrativa. Promete muito, mas nada de significativo. E acrescento até alguma desilusão da minha parte relativamente à questão do Holocausto. Fiquei com a noção que iria ter mais desenvolvimentos sobre o passado da personagem que dá nome ao livro. Gostaria de ter conhecido um pouco mais este Livreiro, da sua história, da sua vivência. Contudo, é um livro com bastante ritmo, em que nunca nos aborrecemos. Mas como já referi, senti que o autor "camuflou" a história através do ritmo. 

Recordei, mais uma vez, Paris e os tão típicos alfarrabistas - os chamados boquinistes - na margem do rio Sena, onde tantas vezes me "perdi". Embora, e como o próprio autor refere no início do livro, não houve um rigor na geografia da cidade de Paris. O autor decidiu criar e/ou alterar certos locais da cidade conforme a narrativa do livro. Se por um lado não vejo qualquer problema tratando-se de uma história de ficção, por outro atribuo alguma arrogância ao autor por este facto. Não só pela falta de rigor atribuída à história, mas também devido ao facto de conhecer a cidade de Paris bastante bem e ter detectado algumas incoerências. Mas isto é o meu sentimento, pois Paris é e será sempre Paris. Mas não posso deixar de referir que o autor conseguiu captar muito o espírito da cidade. Romântica, emblemática, carismática, muito ao estilo parisiense. 

Não deixem de ler. Boas leituras.



6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Isaura's bookshelf: currently-reading

A Mulher Secreta
tagged: currently-reading

goodreads.com

Sigam-me

Links

  •  
  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Rubricas

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    google1ed4a992f74de1ef.html