Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Jardim de Mil Histórias

Jardim de Mil Histórias

01
Dez17

Histórias: Acontece | Creatrainers - Formação "Escrita Criativa" | Istambul, 2017

Isa Pereira


Adoro viajar! Livros e viagens são o meu alimento. E de 30 de Outubro a 4 de Novembro estive em Istambul numa formação sobre Escrita Criativa. Fiz um pequeno vídeo sobre a minha experiência na Turquia. Em breve sairá um artigo mais completo sobre esta experiência na revista online Inominável.

Até lá espero que gostem o vídeo.

Boas leituras. 
21
Nov17

Histórias: Acontece | Biblioteca Prof. Dr. Marcelo Rebelo de Sousa

Isa Pereira
Biblioteca Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa

Agosto foi o mês de visitas literárias. Desta vez foi à Biblioteca Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, em Celorico de Basto. Fui recebi pela Técnica Lisete que nos fez uma excelente visita e que se mostrou muito disponível para todas as questões. 

Centro de Documentação Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa


As instalações da biblioteca foram em 2001 e desde 2007 que conta com um 

A Biblioteca Municipal Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa dispõe de vários serviços como leitura presencial, empréstimo, serviço de referência e apoio à pesquisa, espaço internet, animação e promoção da leitura, consulta do arquivo municipal de Celorico de Basto, informação à comunidade e actividades de animação. 

Objecto de arte na entrada da Sala Infanto-Juvenil



Sala Infanto-Juvenil





Possui uma colecção de mais de 160.000 documentos em diversos suportes: livros, revistas e jornais, manuscritos, panfletos, VHS, CD, Cdrom, material de propaganda, teses de licenciatura, mestrado e doutoramento, fotografias, etc.




Em 2007 foi inaugurado o Centro Documental e Bibliográfico Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa. Um espólio riquísssimo de peças de arte, livros técnicos e outros documentos cedidos pelo actual Presidente da República. 

Tivemos ainda a oportunidade de visitar os depósitos, onde são conservados e armazenados os livros, assim como uma sala dedicada ao Professor. Nesta sala há documentos pessoais do próprio, como os cadernos da escola, pinturas que lhe foram oferecidas ou os passaportes antigos. 



O Presidente Marcelo e a sua família cederam estes documentos, objectos de arte e pessoais em prol da comunidade, com o intuito de enriquecer culturalmente uma localidade que lhe é querida e amada. Ler é um direito universal e o Presidente da República tudo tem feito para divulgar a literatura como um elemento essencial ao crescimento do indivíduo.


Jogo de Xadrez com peças mitológicas



Sala do Centro de Documentação



Depósito do Centro de Documentação



Cadernos da escola primária do Prof. Marcelo



Foi um privilégio e um gosto ter visitado esta Biblioteca e o Centro Documental. Tive a oportunidade de ver documentos e peças únicas do Presidente da República.

Quero agradecer à Técnica Lisete por nos ter acompanhado nesta visita. Foi, sem dúvida, uma experiência enriquecedora que agora partilho convosco.

Boas leituras.


09
Nov17

Histórias: Acontece | Fundação Eça de Queiroz

Isa Pereira


Durante o mês de Agosto fui visitar a Fundação Eça de Queiroz, localizada em Tormes, Baião, Porto. Esta fundação surgiu, na década de 80, por vontade de familiares e descendentes de Eça de Queiroz, com o intuito de preservar e divulgar a vida e obra do escritor. 

Este património é constituído por um espaço museológico - Casa de Tormes, uma biblioteca, um arquivo, um mini-auditório e um espaço para serviços administrativos. 


Casa de Tormes - Espaço Museológico

É neste local que se encontram todo o espólio que pertenceu a Eça de Queiroz. Com esta espaço pretende-se preservar e partilhar a memória cultural do autor.  A visita a este espaço é feita apenas com visitas guiadas disponibilizadas hora em hora: 9h30, 10h30, 11h30, 12h30, 14h30, 15h30 e 16h30. O preço normal do bilhete é 5 €, com descontos para seniores, jovens e estudantes. 

Esta foi uma visita que gostei bastante. Localizado num espaço maravilhoso, com vista para o Douro torna-se num passeio cultural muito agradável.

Na Casa de Tormes podemos ver a sua escrivaninha onde se diz que Eça de Queiroz escrevia os seus romances de pé. Os seus livros, a sua biblioteca, os seus chapéus. 


Escrivaninha de Eça de Queiroz


Biblioteca


Notas do romance A Cidade e as Serras


Armário para correspondência


Na Casa de Tormes existem também uma sala de estar, um quarto, um salão de jantar e uma varanda e uma cozinha. Todos os espaços foram requalificados, contudo foi preservado o estilo e ambiente queirosianos.


Sala de estar


Foto de Eça de Queiroz


Objectos pessoais, entre os quais o seu monócolo


Varanda


Objectos em prata (muito apreciados por Eça de Queiroz)


Quarto


Cozinha


Neste percurso está incluído uma visita à capela da propriedade (embora Eça de Queiroz não fosse muito religioso) e o lagar que hoje em dia serve apenas para exposição.


Capela


Lagar

A Fundação Eça de Queiroz organiza, também, diversas actividades culturais e literárias durante o ano. O Seminário Queirosiano, organizado todos os anos para os interessados na obra literária do autor, concertos de verão e colóquios. 

Existem ainda um restaurante aberto ao público com uma ementa especial e dedicada a Eça de Queiroz, onde podemos provar os pratos que o autor tanto fala no seu livro A Cidade e as Serras


Menu


Fachada do Restaurante


É possível a realização do Percurso de Jacinto, descrito romance A Cidade e as Serras, com um total de 3 Km. Não sendo um percurso fácil é aconselhado a pessoas fisicamente bem preparadas, pois é bastante exigente. 


A Fundação organiza, também, programas especiais que incluem a visita ao espaço museológico, a realização do Caminho de Jacinto e uma viagem de comboio. Nesta viagem poderão ser servidos almoços queirosianos, merendas ou simplesmente fazer prova de vinhos.

Existem ainda espaços para eventos que poderão ser alugados.

Espaço exterior para eventos

Recomenda a visita a este espaço maravilhoso para todos os amantes de literatura e das obras de Eça de Queiroz. 

Contudo, aconselho a utilizarem o GPS para lá chegarem, pois não são caminhos fáceis.  

Boa visita e boas leituras.
23
Mar17

Histórias: Acontece | "Sala de Leitura Feminina": do espaço público para a Biblioteca (Pública do Porto, 1945-53) | Biblioteca Nacional, Lisboa, 9 Março 2017

Isa Pereira




No passado dia 9 de Março, Dia Internacional da Mulher assisti a uma conferência na Biblioteca Nacional, "Sala de Leitura Feminina: do espaço público para a biblioteca (Biblioteca Municipal do Porto - 1945-53)", por Paula Sequeiros (Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra).



Sala de Leitura Feminina, sem data,  Estúdio Alvão, Ref. ALV004609, CPF/DGAR/ MC

A existência de uma sala de leitura exclusivamente feminina nas bibliotecas nos dias de hoje parece impossível e estranho. Mas foi uma realidade entre 1943 e meados de 1953. Havia uma segregação de espaços. Houve necessidade, naquela altura, de haver um espaço destinado às mulheres com o intuito de não distrair os homens. As mulheres eram um factor de distracção para os homens e não se misturavam com eles no mesmo espaço. 

Esta era a realidade. Contudo, pode pensar-se que esta realidade só acontecia em Portugal. Mas em Inglaterra existiam, também salas de leitura em muitos espaços públicos: estações de caminho-de-ferro, nos portos e muitos locais. Não era uma realidade exclusivamente portuguesa.

Naquela altura a mulher era alvo de invisibilidade social, com pouco (ou nenhum) estatuto social. Contudo, começa a adquirir um novo papel enquanto leitora, mais activa e presente nestes espaços.

A sala de leitura feminina da Biblioteca Municipal do Porto existiu até meados de 1953. A partir de 1960 existiram, na sala de leitura geral, espaços específicos para as mulheres leitoras. Não se sabe a razão pela qual deixou de existir este espaço na biblioteca.

Mas era um passo. Um passo para a emancipação das mulheres, não só enquanto cidadãs, mas enquanto leitoras.

Assistir a esta conferência foi uma experiência gratificante, especialmente num dia importante enquanto mulher. Gostei da simpatia e dos discurso da oradora, Paula Sequeiros. Desertou-me mais curiosidade para a questão da mulher leitora e da seu papel na sociedade.

É cada vez mais importante este tipo de eventos. Não só para despertar consciências, mas para a nossa aprendizagem enquanto cidadãos. Lembrar a nossa história para que ela não morra nunca.

Boas leituras. 

Mais sobre mim

foto do autor

Isaura's bookshelf: currently-reading

A Mulher Secreta
tagged: currently-reading

goodreads.com

Sigam-me

Links

  •  
  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Rubricas

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    google1ed4a992f74de1ef.html